roimine Posts

Óculos de proteção com lentes de policarbonato: entenda as vantagens e porque comprar

Os óculos de proteção são equipamentos de proteção individual (EPIs) essenciais para manter a segurança dos trabalhadores durante a jornada de trabalho. Por ser tão importante, especialistas indicam que esse dispositivo deve ser de policarbonato, o material mais resistente do mercado. 

Segundo a Previdência Social do Ministério do Trabalho, 20% dos acidentes de trabalho afetam a região dos olhos. Até o momento da pesquisa, dos 700 mil trabalhadores que sofreram ocorrências neste tipo de ambiente, 140 mil acidentes estão relacionados com os olhos. 

Quando em comparação com os ocorridos em outras partes do corpo, muitos consideram que aqueles que afetam os olhos são mais raros. O fato é que, independentemente do número de pessoas que passam por isso, os efeitos de um acidente no olho são muito danosos à pessoa.

Na realidade, essa área é a que apresenta maior dificuldade de tratamento e por vezes o trabalhador não consegue retornar a uma rotina normal, como a que tinha antes do acidente.

Afinal, essa região é extremamente sensível e está exposta aos mais diversos tipos de ocorrências. Nas indústrias, um pedaço de metal de uma peça ou uma farpa de madeira pode ir parar dentro dos olhos dos trabalhadores, por exemplo.

Além, é claro, de outros acidentes ainda mais graves que podem acontecer em um processo fabril. Ocorrências essas que podem ser evitadas com a correta utilização dos óculos de proteção.

Contudo, mais do que proporcionar aos trabalhadores este EPI, é preciso garantir que esses dispositivos sejam de alta qualidade e resistência. Eles também precisam ser confortáveis já que serão utilizados durante todo o dia de trabalho.

Entenda ao longo deste conteúdo alguns motivos para contar apenas com os óculos de proteção com lentes de policarbonato. Confira também o que é esse material, quais os seus diferenciais e benefícios para o uso deles por trabalhadores.

Acompanhe!

Óculos de proteção com lentes de policarbonato: entenda as vantagens!

Os óculos de segurança são essenciais para atividades de risco já que os olhos são regiões tão vitais e sensíveis. Antigamente, quando surgiram, esses óculos eram produzidos com vidro.

Contudo, como podemos imaginar, em muitos casos eles acabavam quebrando e agravando os efeitos do acidente. Por isso, logo passaram a ser feitos em acrílico ou em policarbonato. 

No entanto, hoje, a norma ANSI ISEA Z87.1-2015 indica que  os óculos de segurança devem ser fabricados em chapas de policarbonato. Ou seja, embora haja outras opções no mercado, o mais recomendado é que as empresas utilizem apenas os que são feitos com este material. 

Mas, afinal, o que é policarbonato? Por que é tão vantajoso? Conheça algumas das principais características deste material e entenderá a sua importância para o segmento de segurança do trabalho.

Basicamente, esse material é um termoplástico produzido por resinas de carbono. Isto é, se trata de um componente que quando exposto a altas temperaturas pode ser moldado.

O que permite a criação de uma série de produtos com policarbonato. A sua composição se dá por meio de uma reação entre bisfenol e gás fosgênio em que há diversos anéis aromáticos na cadeia principal da molécula.

Isso faz com que o policarbonato seja rígido e amorfo (sem forma até que seja moldado).  Este material se parece muito com o vidro quando estão em forma de chapas lisas.

Muitos, inclusive, confundem esse material com o vidro e até mesmo o acrílico. Porém, as chapas de policarbonato são mais resistentes e transparentes do que os vidros.

Aspectos essenciais para a produção de óculos de proteção. Quando comparado ao acrílico, o policarbonato chega a ser 250 vezes mais resistente. Ou seja, oferece a segurança que os trabalhadores precisam.

Tudo isso sem deixar o conforto de lado. Saiba mais!

Esses óculos de proteção são confortáveis?

Sim! Os óculos com lentes de policarbonato são mais finos e leves. Muito mais confortáveis que os modelos que contam com lentes de plástico comuns, acrílico ou qualquer outro material.

Outro ponto positivo é que o policarbonato é mais flexível que o acrílico, também pode ser curvado a frio, não é inflamável e é altamente resistente a produtos químicos. 

O acrílico, por exemplo, apresenta uma grande chance de quebra durante a furação ou após impactos. Apresenta até mesmo lascas após a quebra, o que pode causar ainda mais danos caso um acidente aconteça.

Diferente do policarbonato que é mais resistente e não gera rachaduras nem mesmo quando é perfurado. Portanto, esse é o melhor material para a produção de óculos de proteção. 

Onde comprar policarbonato para produzir esse tipo de produto?

Na Actos, é claro. Somos uma empresa referência nesse segmento, dado que atuamos desde 1997 na distribuição de produtos semi-acabados e acabados (como chapas termoplásticas ou policarbonato), entregando confiança e qualidade.

A satisfação dos nossos clientes é a nossa prioridade. Sendo assim, oferecemos materiais de alta qualidade, entregas para todo o Brasil, segurança e um excelente atendimento para sanar todas as dúvidas.

Entre em contato para saber mais!

Diferenças entre ACM e PVC para projetos de comunicação visual

Comunicação visual é um fator essencial para as marcas atualmente, independentemente do seu porte ou setor de atuação. Por meio dela, as empresas conseguem se destacar entre a concorrência e se comunicar com seu público. 

Trata-se de todo tipo de comunicação que usa elementos visuais como forma de linguagem, como os desenhos, imagens, gráficos, vídeos, fotos, entre outros. É uma área muito ligada ao marketing, usada para gerar sensações e passar diversas mensagens aos consumidores.

Os métodos de comunicação visual são usados ​​para complementar ou substituir outros meios, como a fala ou a escrita. Afinal, uma imagem diz mais que mil palavras, não é mesmo?

Esse ditado é extremamente verdadeiro, dado que captamos a mensagem de imagens muito mais rápido que lendo ou escutando algo. O fato é que, ao pensar em colocar essa estratégia em prática, muitos empreendedores se deparam com uma infinidade de materiais.

Seja para fazer fachadas, letreiros, itens de PDV, decorativos ou qualquer outro projeto de comunicação visual, as pessoas precisam escolher entre diversos tipos de materiais.

O problema é que essa escolha impacta diretamente nos resultados, durabilidade e manutenção com os produtos. Ou seja, é muito importante, o que gera ainda mais dúvidas para os empreendedores.

Percebemos que entre as principais questões nesse sentido está a diferença entre o ACM e o PVC para produtos de comunicação visual. Qual escolher? Já adiantamos que estes são materiais completamente diferentes, por isso, são usados em itens distintos.

Então, há uma opção mais vantajosa para cada tipo de projeto. Mas, para que todos entendam, é necessária uma explicação mais aprofundada e detalhada. Por isso, hoje explicaremos o que é PVC e ACM.

Além disso, abordaremos as diferenças entre esses materiais e quais as aplicações de cada um para que você consiga identificar qual a melhor opção para a sua necessidade.

Acompanhe.

Comunicação visual: PVC ou ACM, qual a melhor alternativa?

A comunicação evoluiu muito nos últimos anos e grandes esforços da tecnologia foram direcionados para encontrar produtos resistentes, duráveis e com boa qualidade estética.

Com isso, o PVC e ACM se destacaram neste segmento. Ambas são alternativas vantajosas para projetos de comunicação visual, ainda mais tendo em vista que essa estratégia é muito ampla.

A melhor maneira de explicar as especificações de cada material e suas aplicações é abordando, em detalhes, a composição e características de cada um deles separadamente. Veja.

O que é ACM?

O ACM, do inglês  Aluminum Composite Material (Alumínio Composto) é um revestimento de alta resistência, composto por duas chapas de alumínio e um núcleo de polietileno.

É fabricado com a colagem de finas películas de alumínio em volta do núcleo termoplástico, o qual é feito de polietileno expandido. O ACM é um dos materiais mais conhecidos da família dos plásticos e pode ser usado nos mais diversos segmentos, em especial o de comunicação visual.

Este produto tem alta qualidade, resistência e durabilidade – pode durar anos e anos perfeitamente, com a mesma beleza de quando foi fabricado. O ACM ainda apresenta excelente condutibilidade térmica, estabilidade de cor excelente e é resistente à oxidação.

Leveza, maleabilidade, facilidade de montagem e exigência de poucas manutenções são outros pontos positivos do material. Além de tudo isso, o ACM aceita diferentes métodos de acabamento e pintura.

Por isso, é possível vê-los imitando madeiras, de diferentes cores, texturas, pode ser fosco, brilhoso, e muito mais. Tudo isso por um excelente custo-benefício.  Por fim, este material pode ser usado em fachadas, adesivos, revestimentos, toldos e em outros produtos de comunicação visual.

Agora, vamos conhecer mais o PVC.

PVC: o que é e como é usado?

PVC, é a sigla usada para policloreto de vinila, um polímero de adição, produzido a partir da reação de polimerização de cloretos de vinila (cloroeteno). Este material é o segundo mais consumido no mundo.

Existem dois tipos de PVC no mercado, o expandido e o rígido. Eles apresentam características diferentes, então, o mais utilizado para a área de comunicação visual é o PVC expandido, por uma série de motivos. 

Dentre suas principais características, as mais importantes são: o PVC desse tipo é atóxico, inerte, seguro, leve, sólido, impermeável, não propaga chamas, é produzido com baixo consumo de energia, tem excelente durabilidade, é reciclável, resistente a ação de fungos, bactérias, insetos e roedores.

O PVC apresenta alta resistência a choques, a maioria dos reagentes químicos e as principais intempéries. É um isolante térmico, elétrico, acústico e também é impermeável a gases e líquidos. 

Geralmente, este material não tem acabamento de fábrica. Portanto, necessita de diferentes técnicas de pinturas à parte. É mais barato que a alternativa anterior, mas é menos utilizado por este mercado.

Também pode ser aplicado em fachadas, porém, é mais conhecido na produção de letras caixa e letreiros – os quais compõem as fachadas e outras campanhas de comunicação visual.

Ambas são vantajosas para comunicação visual, compre com a Actos!

Viu? Ambas as alternativas são benéficas e trazem vantagens para projetos de comunicação visual. A escolha, como mencionamos, deve seguir as necessidades e preferências de cada cliente.

Para ajudar, disponibilizamos nosso atendimento para tirar todas as dúvidas e ajudar a chegar em uma decisão mais assertiva. Somos referência nacional de qualidade e confiança na comercialização de chapas termoplásticas e outros materiais.

Por isso, conte com a Actos!

Fachadas comerciais modernas: como fazer no seu comércio sem gastar muito

Você já se perguntou o que faz o consumidor entrar em uma loja? Este pode ser o segredo para o comércio começar a vender mais e gerar cada vez mais receita. Dentre as possíveis respostas, uma se destaca como a mais importante: As fachadas comerciais fazem toda a diferença na decisão de compra do consumidor – e isso é provado por estudos e dados!

Uma pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv), por exemplo, mostra como no dia a dia, as fachadas influenciam na tomada de decisões das pessoas.

63% dos participantes desse estudo disseram que a entrada do local é fundamental para identificá-lo em meio a tantos outros comércios. 59% das pessoas avaliam se é ou não confiável, se os produtos são de qualidade ou se os itens combinam com seu gosto pessoal ao olharem para as fachadas.

E mais: 57% dos entrevistados indicaram que a fachada é o fator mais importante na hora de decidir se vão entrar ou não em uma loja pela primeira vez. Números que podem ser explicados por diversas razões.

As cores, desenhos, logo e estrutura da fachada passam uma mensagem. Se ela está organizada, com cores cleans, um logo chamativo e bonito, por exemplo, o consumidor terá uma impressão positiva.

Ao contrário da sensação que terá ao olhar uma fachada desorganizada, quebrada, suja, sem logo e cores estranhas. Por isso, criar fachadas incríveis que condizem com o público-alvo da marca é muito importante.

Embora a grande maioria dos empreendedores tenham esse conhecimento, muitos deixam de investir nas fachadas, ao acreditarem que são extremamente custosas. Por isso, para ajudá-los a chamar a atenção do público e gerar mais receita, sem gastar muito, daremos algumas dicas ao longo deste conteúdo.

O segredo das fachadas bonitas e com ótimo custo-benefício é o material utilizado nas placas e letreiros. Então, explicaremos como criar fachadas modernas e baratas, qual o melhor material do mercado e onde comprá-lo com confiança.

Acompanhe!

Como montar fachadas comerciais modernas?

Antes de criar fachadas atraentes, os empreendedores precisam entender este conceito. Devem ser feitas para impactar as pessoas que estão passando pelo local, mas isso não quer dizer que é preciso ter ideias mirabolantes ou colocar itens muito caros na frente da loja.

Tampouco estamos dizendo para os empreendedores enchê-las de cartazes, objetos e adereços para chamar a atenção. Pelo contrário, essas atitudes vão confundir as pessoas que olharem para a loja. 

Afinal, as fachadas comerciais são o cartão de visita da loja, elas têm o poder de atrair ou afastar os clientes. Sendo assim, o ideal é pensar no que a empresa deseja transmitir aos seus clientes. 

Como a fachada é o primeiro contato entre marca e cliente antes de entrar no comércio, ela deve ser a  extensão da identidade visual da empresa. Isso porque a face do negócio precisa comunicar o que é a empresa, respeitar o conceito da marca e combinar com os produtos ou serviços oferecidos – lembra que as pessoas entendem se tiveram alguma identificação com a marca apenas olhando a fachada?

O mais recomendado, portanto, é que as empresas pensem muito bem antes de fazer as fachadas. Mais do que apenas pintar as paredes, os empreendedores devem pensar em algo criativo, que chame atenção e, ao mesmo tempo, remete aos valores da marca. 

Para as empresas que desejam fachadas modernas, o ideal é investir nas cores cinza, branco, tons terrosos, rosa millennial e o preto. Lembrando que deve seguir a identidade visual da marca.

Elas devem procurar por placas de ACM e letreiros bonitos com o logo da marca e cores modernas. Essa, basicamente, é a receita certeira para fachadas bonitas, chamativas e modernas!

Por que o ACM?

ACM, ou Aluminium Composite Material, é um revestimento em alumínio pintado ou anodizado. É um material composto por duas chapas de alumínio com um núcleo termoplástico de polietileno de baixa densidade.

É conhecido por ser resistente, bonito e ter um excelente custo-benefício. Dentre suas principais formas de aplicações, os painéis de alumínio composto são muito usados para a construção de fachadas e outros elementos de comunicação visual, como painéis luminosos, itens de PDV, totens e sinalizações. 

O ACM é o material mais recomendado para fachadas comerciais por ser duradouro, apresentar qualidade estética impecável, ser totalmente reciclável, leve e fácil de ser instalado.

Tudo isso graças a sua composição diferenciada. Todas essas vantagens contribuem para fachadas comerciais bonitas e práticas. Por exemplo, a resistência é muito importante porque a fachada ficará exposta a ações climáticas e todo tipo de ocorrência na grande maioria das lojas.

Por ele ser resistente principalmente à corrosão, o empreendedor terá menos transtornos com consertos, novas pinturas e até mesmo reformas da fachada, como teria ao escolher outros materiais.

Além da instalação facilitada e reação controlada à exposição a altas temperaturas, outro benefício é o amortecimento acústico, o qual impedirá que os barulhos externos atrapalhem o dia a dia do comerciante.

O ACM, de fato, é a melhor alternativa. Mas, para apresentar tantas vantagens, o empreendedor deve comprar chapas de ACM de qualidade, em empresas realmente confiáveis. 

Onde comprar? Na Actos

A Actos é referência nacional na comercialização de chapas termoplásticas, como o ACM. Entregamos para o Brasil todo com segurança, confiança e excelente custo-benefício. Entre em contato ou acesse nosso site!

Placa de PVC é um dos materiais mais usados do mundo: entenda como usar nos seus projetos residenciais

O PVC é um dos materiais mais conhecidos e falados do mercado. No entanto, muitos não sabem o que é este componente, quais suas características e onde podem ser usados com segurança. 

Por isso, criamos este conteúdo para explicar estas e outras informações importantes sobre este material. O PVC, portanto, é a sigla usada para policloreto de vinila, um polímero de adição.

Este material é o resultado da reação de polimerização de cloretos de vinila (cloroeteno). O que isso quer dizer? Como na maioria dos outros polímeros de adição, a formação do PVC se dá pelo rompimento da ligação dupla entre os carbonos que permite a formação de ligações simples entre as moléculas do cloreto de vinila.

Embora a sua composição pareça complexa e técnica, o importante é que as placas de PVC são um grande sucesso mundial, o segundo termoplástico mais consumido no mundo inteiro – basicamente, são produzidas cerca de 25 milhões de toneladas por ano deste material.

Isso porque o PVC apresenta inúmeras vantagens para os mais variados segmentos da economia, tanto um alto potencial econômico no mundo. Deste modo, a demanda por este material é grande e tende a crescer mais a cada descoberta.

De tempos em tempos surgem novas utilidades para ele, o que é ótimo, pois o material apresenta diversos benefícios e pode ser 100% reciclado, se tornando uma opção mais ecologicamente correta. 

Saiba mais sobre o PVC!

Principais características e benefícios

A chapa de PVC é um produto diferenciado, mais qualificado que a grande maioria dos outros materiais disponíveis no mercado. Por isso, inclusive, ele substitui a borracha, alumínio,  cobre, alvenaria, cerâmica, vidro,  madeira e mais.

O que muitos não sabem é que existem dois tipos de PVC, o expandido e o rígido. O primeiro é um material leve, utilizado, principalmente, no segmento de comunicação visual devido a sua facilidade em ser pintado.

Já o PVC rígido é indicado para projetos que exigem maior resistência do material. De qualquer forma, ambas as alternativas são vantajosas e de alta qualidade. 

Dentre suas principais características, o PVC é atóxico, inerte, seguro, sólido, impermeável, não propaga chamas, produzido com baixo consumo de energia, entre outros fatores que os tornam a melhor alternativa do mercado.

Este material oferece inúmeras vantagens, um dos conhecimentos mais importantes para aqueles que desejam utilizá-los em seus projetos. Por exemplo: o material tem excelente durabilidade, é reciclável, resistente a ação de fungos, bactérias, insetos e roedores.

Também apresenta alta resistência a choques, a maioria dos reagentes químicos e as principais intempéries, como a ação do clima – fundamental em aplicações externas.

Outro ponto positivo é que o PVC é um bom isolante térmico, elétrico e acústico. Sendo assim, caso ele seja utilizado em forros, por exemplo, o ambiente não ficará muito quente ou frio, não sofrerá com barulhos externos, entre outras vantagens – como, por exemplo, ser impermeável a gases e líquidos. 

Não dá para negar que estes benefícios são incríveis, no entanto, o ponto positivo que mais se destaca é sua versatilidade.

O PVC pode ser usado nos mais diversos segmentos (como na produção de fraldas para bebês, na produção de calçados, mangueiras, guarda-chuvas, cortinas e toalhas de mesa, até em cabos elétricos, no ramo alimentício, nas indústrias, estofamento de automóveis e muito mais). 

Porém, por volta de 70% do uso do PVC do mundo é voltado aos segmentos de arquitetura e construção civil. Em obras, este material já é bastante conhecido, nas tubulações de água, esgoto e outros.

E na arquitetura? Você sabe como usá-lo nos seus projetos, em especial, nos residenciais? Entenda!

PVC em projetos residenciais: saiba mais!

Como mencionamos, o PVC pode ser usado nos mais diferentes projetos do mercado, mas é um grande destaque na área da arquitetura e design de interiores, o que intriga muitas pessoas que estão acostumados a ouvir sobre este material dentre das paredes ou fabricação de produtos.

No Brasil, o PVC vem se tornando uma das melhores opções para projetos residenciais, destacando uma forte tendência de modernização da construção civil no país.

O PVC ocupa cada vez mais os espaços nobres dos ambientes, como nas portas, janelas, esquadrias, divisórias, itens decorativos, móveis, perfis, revestimentos, pisos, forros, papéis de parede, sidings, decks, lambris, entre outros.

O motivo para tanta versatilidade nos projetos residenciais é simples: o PVC atende às exigências técnicas e estéticas de projetos contemporâneos, modernos e bonitos.

São excelentes para reformas, restauração e até reposição de peças em edifícios do patrimônio histórico, por exemplo. O potencial do PVC é enorme e tende a aumentar mais a cada dia!

PVC é na Actos

Se está convencido de que o PVC é o material ideal para seus projetos, então procure por empresas que o comercializam com qualidade e confiança. Somente assim, terá a garantia de todos os benefícios citados.

Uma ótima opção é a Actos, uma empresa tradicional, referência nacional neste segmento. Comercializamos PVC de alta qualidade, tanto o expandido como o PVC rígido.

Saiba mais a diferença entre eles em nosso site e blog. Enviamos para todo Brasil com a confiança, entrega rápida e segura que seus projetos precisam. Entre em contato!

Se quiser saber mais sobre o material, nosso blog está recheado de conteúdos sobre o PVC. Acesse agora mesmo!

O que é ACM? Quais as vantagens e aplicações desse material?

O alumínio composto, mais conhecido como ACM, é um dos materiais mais utilizados em diversos segmentos do mercado, em especial, para produções de comunicação visual.

É um revestimento de alta resistência composto por duas chapas de alumínio sob tensão e uma de polietileno de baixa intensidade em seu núcleo, conhecido por ser leve, bonito e apresentar inúmeras vantagens aos projetos.

Podemos não perceber, no entanto, temos contato com este material todos os dias. Inclusive, podemos garantir que é praticamente impossível não vermos nada produzido por ACM atualmente, especialmente porque a grande maioria dos estabelecimentos bem sucedidos têm fachadas feitas por este material.

Bancos, farmácias, concessionárias de veículos e famosas redes de fast food, por exemplo, utilizam as fachadas de ACM. Talvez seja por isso que esses estabelecimentos chamem tanto a nossa atenção.

Mas, afinal, o que é o ACM? Como é feito e quais suas aplicações?  Embora seja um material conhecido, devemos aprofundar nosso conhecimento sobre o assunto antes de realizar qualquer projeto.

Assim será possível compreender como usá-lo da melhor forma, quais os cuidados necessários para mantê-lo bonito por mais tempo, quanto é sua vida útil e muitas outras informações importantes.

Se você quer saber essas e outras informações sobre o ACM, acompanhe este conteúdo, porque está recheado de detalhes importantes sobre este material!

ACM: tudo sobre este material

O básico da composição do ACM você já sabe. Mesmo assim, é importante compreender alguns outros detalhes – dado que a grande maioria dos benefícios desse material são decorrentes do tratamento que recebe. 

Então, o ACM é um revestimento em alumínio pintado ou anodizado – um processo em que as chapas são imersas em um banho eletrolítico. 

Além disso, suas duas chapas de alumínio e o núcleo termoplástico de polietileno de baixa densidade são colados por meio de um procedimento sofisticado que envolve adesivos químicos a altas temperaturas.

O resultado desses procedimentos é um material com excelente uniformidade, resistência e qualidade estética.  É dobrável, flexível, resistente, conta com fácil limpeza e manipulação. 

O ACM pode durar até 5 anos, já que não sofre facilmente desgastes com o tempo. Sendo assim, é uma opção que se destaca no mercado, muito melhor do que outros materiais disponíveis.

É de imaginar que tenha diversas aplicações, o que é verdade. Você pode usá-lo em varandas, túneis, fachadas comerciais, painéis publicitários, coberturas, em recepções, pilares, marquise, tótens, logotipo, testeiras, itens de PDV e muito mais. 

Fora seus próprios atributos, o ACM também pode receber LED, texturas e formatos diversos. É um material que se adapta facilmente às necessidades de cada projeto. Inclusive, o ACM se tornou um queridinho dos designers de interiores.

Isso porque ele está sendo aplicado em inúmeros projetos de lojas e restaurantes modernos, para trazer um ar de novidade, pontos de cor e outras texturas para a decoração dos ambientes. 

É um material que permite personalização

O ACM é feito com lâminas de alumínio de diferentes espessuras de acordo com cada projeto (assim como os métodos de acabamento, pintura e modelagens). Além disso, é possível personalizá-los de artes e layouts exclusivos, com formas e medidas únicas. 

Sendo assim, é uma ótima alternativa para empresas e projetos comerciais que precisam realizar fachadas. 

Essa condição personalizável do material é um grande diferencial, porque o qualifica como uma das melhores soluções para criação de revestimento para fachadas comerciais e residenciais – além de outros itens de comunicação visual, produtos de PDV, placas de sinalização e projetos especiais. 

Outro ponto importante é a manutenção desses materiais. É prática, rápida e pouco custosa.

Entenda como funciona esse outro grande diferencial do ACM.

Como a manutenção do ACM é feita

Como dissemos, o ACM é um material resistente. Por este motivo, dificilmente quebrará ou precisará de consertos. 

O único cuidado relacionado a ações preventivas que as pessoas devem ter é a limpeza, que é super simples de fazer.

Essa limpeza pode ser feita com água e sabão neutro. Será preciso molhar o material e depois aplicar essa mistura em movimentos circulares com buchas ou  esfregões macios. 

Depois é só deixar o material secar com o tempo. Se for necessário remover algum resíduo mais difícil, o mais indicado é utilizar o álcool isopropílico, que é fácil de ser encontrado.

Ou seja, é uma manutenção simples e fácil, que não exige a contratação de pessoas experientes no assunto – o que sai mais em conta do que a manutenção de outros materiais.

Onde comprar ACM? Na Actos!

Na Actos você encontra esse material e muitos outros. Somos especializados na distribuição de produtos semi-acabados e acabados como chapas termoplásticas de policarbonato compacto, telhas de policarbonato, policarbonato alveolar, acrílico, PVC, PS, entre outros.

Oferecemos a confiança que empresas precisam para comprar materiais exigidos em projetos comerciais e residenciais. Conte com a gente! Entregamos para todo o Brasil de forma rápida, segura e confiável.

Nosso atendimento é formado por profissionais especializados para que todos sintam-se à vontade em contatar nossa equipe para tirar suas dúvidas e encontrem as soluções que precisam.